Pular para o conteúdo principal

Para seguir? Por aqui.

Para seguir? Por aqui.

Companheiros de Alquimia

Translate

Texto 119 - Eu quero

 Eu quero minha 
possibilidade de conjugar 
no meu tempo o verbo que eu quiser 
com toda liberdade.
Quero viver como sempre vivi:
sem amarras e sem bandeiras de
sinalização por toda parte.
Quero de volta o direito de abraçar ao amigo,
ao conhecido e ao desconhecido sem
que o medo me ponha o dedo na cara.
Quero sentar na praça sem que digam
que enlouqueci, ainda que
louca seu seja por viver do meu jeito
sem jeito.
São tantos verbos presos feito nó
na linha abaixo da garganta que o
coração parece mais um cofre trancado
por dentro.
Quero sim o meu direito a todos os transitivos 
e instransitivos diretos ou indiretos 
que o sujeito simples, composto, eliptico e 
indeterminado me proporcionarem 
novamente sem medo livremente
conviver. 
                                     Alice Alquimia
Quarta-feira, dia 12 de maio de 2021
Outono no Brasil
Lua Nova

Comentários

  1. Lindo e justificado teu querer,Alice! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Desejamos nossa normalidade, mas quando a veremos, não sei.
    E sobre enlouquecer, todos somos loucos, para alguém :D

    ResponderExcluir
  3. Queremos todos liberdade, normalidade.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Uma bonita afirmação da individualidade.
    Gostei

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Fico lisonjeada por cada comentário.
Não tenho por prática responder aos comentários aqui,
mas tento a medida do meu possível
ir até a página de cada um que me
contempla comentando. Alice Alquimia

Postagens mais visitadas deste blog

Texto 95 - A vida toda

  É  um imenso carrossel,   daqueles  que giram e giram                                                                                        enquanto tudo que se pode ver lá fora em apenas flashes de coisas;                                                             e as vezes até gentes.                                                                                                                                                           Mas tudo se mostra tão distorcido                                                                                                                                     que dá vontade de fechar os olhos e deixar o mundo girar e girar...                                                                          Até penso que a vida é assim mesmo desse jeito.                                                                                                           Foi possível prestar mais atenção nessa vida carrossel,